EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

África do Sul: Relatório implica Jacob Zuma em alegados casos de corrupção

África do Sul: Relatório implica Jacob Zuma em alegados casos de corrupção
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com REUTERS; AFP, LUSA; EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, está, alegadamente, implicado em casos de corrupção, segundo um relatório do Departamento de Mediação da República, publicado esta…

PUBLICIDADE

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, está, alegadamente, implicado em casos de corrupção, segundo um relatório do Departamento de Mediação da República, publicado esta quarta-feira.

O presidente sul-africano desistiu de um recurso judicial para impedir a publicação do documento de 355 páginas, inicialmente agendada para o dia 14 de outubro.

#StateCapture report must be released by 5pm – court https://t.co/gIE9h3mkWApic.twitter.com/YRRIi3eS3V

— Pretoria News (@pretorianews) November 2, 2016

Sobre o chefe de Estado pendem acusações de ter, supostamente, autorizado a família Gupta a interferir na escolha de alguns membros do Executivo de Pretória.

Esta família, de origem indiana, tem fortes interesses empresariais na África do Sul.

Os elementos da família Gupta, os irmãos Ajay, Atul e Rajesh, construíram um império empresarial, no país, no setor mineiro, transportes, tecnologia e comunicação social, nos anos 1990.

Um dos filhos do presidente sul-africano, Duduzane Zuma, é um dos parceiros do grupo Gupta.

Jacob Zuma enfrenta fortes contestações, incluindo no interior do próprio partido, o Congresso Nacional Africano.

Para o porta-voz do partido da oposição, Lutadores pela Liberdade Económica, Fana Mokoena, o presidente “está cercado mesmo pelos seus apoiantes” e a sociedade “percebeu que é o fim do caminho para ele.”

Em Pretória, milhares de pessoas saíram às ruas a exigir a demissão de Jacob Zuma.

South Africa court orders Zuma graft report to be released Wednesday as protests engulf Pretoria pic.twitter.com/k4b3nfQOeH

— AFP Africa (@AFPAfrica) November 2, 2016

O presidente tem conseguido ultrapassar os vários escândalos políticos mas a várias personalidades, de vários quadrantes da sociedade sul-africana, exigem que se afaste antes do fim do mandato, que termina em 2019.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tornado acompanhado de fortes chuvas devastou cidade sul-africana

Partido que libertou a África do Sul do "apartheid" perdeu as eleições gerais 30 anos depois

Eleições legislativas de alto risco para o ANC na África do Sul