Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Haiti luta contra a cólera

Haiti luta contra a cólera
Tamanho do texto Aa Aa

O Haiti lançou uma campanha maciça de vacinação contra a cólera em áreas devastadas pelo furacão Matthew, que atingiu o país a 4 de outubro e fez mais de mil mortos.

A campanha começou esta semana e visa cerca de 820 mil pessoas.

O Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação dos Assuntos Humanitários estima que pelo menos 3500 pessoas tenham sido afetadas com cólera desde a passagem do furacão.

Jean-Luc Poncelet, representante da Organização Mundial da Saúde, refere: “O principal desafio desta campanha de vacinação é chegar a todos. Há áreas onde o acesso é difícil. Mesmo antes da passagem do furacão eram zonas difíceis de chegar. O furacão veio complicar o acesso a esses locais. Por isso, o transporte por terra, a travessia de pontes, etc., é muito difícil.
O outro desafio é a segurança. Temos de garantir que não há problemas, que as pessoas podem obter os tratamentos sem interferência de manifestações ou outras situações adversas”.

A epidemia chegou ao Haiti após o terramoto de 2010, introduzida acidentalmente por membros das forças de manutenção de paz das Nações Unidas.

Desde então, mais de 800 mil pessoas foram afetadas pela doença e cerca de 9 mil morreram.