NATO quer prolongar sanções contra a Rússia

NATO quer prolongar sanções contra a Rússia
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A NATO quer prolongar sanções contra a Rússia por não cumprimento dos acordos de Minsk

PUBLICIDADE

A Aliança Atlântica renovou esta quarta-feira o apoio à Ucrânia, numa reunião em Bruxelas entre os ministros dos Negócios Estrangeiros dos países da NATO.

No encontro foi proposto o prolongamento das sanções contra a Rússia.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, defendeu as sanções enquanto Moscovo não alterar a sua política.

No entanto, nem todos os países membros da União Eropeia são favoráveis ao prolongamento das sanções, que não agradam àqueles que têm importantes relações comerciais e energéticas com a Rússia.

Segundo Stoltenberg, a NATO registou, no leste da Ucrânia, repetidas violações dos acordos de Minsk, incluindo explosões causadas por artilharia pesada.

Desde abril de 2014, o conflito entre a Russia e Ucrânia já fez cerca de 10 mil mortos, a maioria civis

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia aborta lançamento do foguetão Angara-A5 a minutos da descolagem

Rússia e Cazaquistão vivem "piores cheias em décadas"

Centenas de russos protestam contra “inércia” das autoridades após inundações