EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Síria: combates sucedem-se após pausa humanitária, forças sírias já controlam 85% de Alepo

Síria: combates sucedem-se após pausa humanitária, forças sírias já controlam 85% de Alepo
Direitos de autor 
De  Euronews com AFP, REUTERS, AP, UNTV
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na Síria, as forças afetas ao regime sírio continuam a ofensiva contra os bairros de Alepo controlados pelos rebeldes.

PUBLICIDADE

Na Síria, as forças afetas ao regime sírio continuam a ofensiva contra os bairros de Alepo controlados pelos rebeldes.

Os ataques têm lugar após a Rússia ter anunciado na quinta-feira a suspensão dos ataques com vista a permitir a evacuação de civis.

No entanto, a pausa humanitária não durou muito. Forças leais ao presidente sírio Bashar al-Assad retomaram a ofensiva e já controlam a maior parte dos bairros orientais de Alepo.

Os combates concentram-se com particular intensidade no bairro de Bustan al-Qasr, ainda sob controlo dos rebeldes.

O chefe da diplomacia russa, Sergey Lavrov, adiantou que a pausa nos combates permitiu a evacuação de cerca de oito mil civis das zonas em conflito.

Nas Nações Unidas, o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, afirma que não há tempo a perder.

“Neste momento, sabemos que a evacuação dos civis tem lugar quase imediatamente. Eles não esperam por ninguém. E o mesmo se pode passar para a evacuação voluntária de combatentes, caso se consiga chegar a acordo. Só vamos saber isso no sábado, é isso que estará em discussão”, adiantou o alto funcionário da ONU.

Esta sábado está previsto um encontro em Genébra entre diplomatas russos e norte-americanos.

Outras informações avançadas esta sexta-feira pela agência AFP sugerem que os rebeldes estariam a impedir os civis de abandonarem a zona oriental da cidade.

Desde 15 de novembro que as forças do regime sírio, auxiliadas por forças russas, conseguiram recuperar o controlo sobre 85% dos bairros anteriormente controlados pelos rebeldes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bombardeamentos turcos contra milícias curdos faz pelo menos 20 mortos

Palestinianos procuram por sobreviventes após ataque a campo de refugiados de Jabalia

Arménios pedem renúncia de Pashinian por causa do “conflito entre povos fronteiriços”