Pearl Harbor: Shinzo Abe e Barack Obama em Honolulu

Pearl Harbor: Shinzo Abe e Barack Obama em Honolulu
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Shinzo Abe deverá ainda visitar o memorial de Pearl Harbor, na companhia do presidente Barack Obama

PUBLICIDADE

Com AP, AFP e EFE

O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe chegou esta segunda-feira de manhã aos Estados Unidos, para uma visita ao arquipélago do Havai, onde permanecerá durante dois dias na companhia do presidente dos EUA, Barack Obama.

Antes da visita a Pearl Harbor, Shinzo Abe marcou presença em diversos locais na cidade de Honolulu, como no Cemitério Nacional do Pacífico.

O mandatário nipónico visita Pearl Harbor esta terça-feira, 75 anos depois do ataque à base, a mais importante dos EUA no Oceano Pacífico.

Japanese Prime Minister Shinzo Abe arrives in Hawaii, will visit Pearl Harbor memorial Tuesday. https://t.co/xQlhJzJwLa

— The Associated Press (@AP) 27 December 2016

É a primeira vez que um digirente do Japão visita o memorial de Pearl Harbor, construído nos anos 60. No entanto, e tal como aconteceu com a visita do presidente Obama a Hiroshima, o primeiro-ministro japonês não tem a intenção de pedir desculpas oficiais, mas sim de prestar uma homenagem às vítimas.

O ataque por parte dos japoneses, a 7 de dezembro de 1941 deixou cerca de 2.400 mortos e fez com que os EUA entrassem na Segunda Grande Guerra.

Apenas cinco dos sobrevientes ao ataque continuam vivos.

Mais de dois milhões de pessoas visitam o memorial de Pearl Harbor todos os anos.
Obama em Hiroshima
Foi no passado mês de maio que o presidente Obama visitou Hiroshima, no Japão.

Obama marcou presença no Parque da Paz, construído no local do ataque que matou 140 mil pessoas.

Sem qualquer pedido oficial de desculpas, o discruso do presidente dos EUA rendeu homenagem às vítimas e propôs uma reflexão sobre a tragédia.

A visita foi considerada histórica pelos analistas e pelos principais media internacionais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Há 80 anos o Japão atacava Pearl Harbor

Batalha de Pearl Harbor: O ataque que mudou a história há 75 anos

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado