EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Alemanha: Detido tunisino por alegadas ligações a Anis Amri

Alemanha: Detido tunisino por alegadas ligações a Anis Amri
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com Reuters; AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A polícia alemã deteve um tunisino suspeito de ter ligações a Anis Amri, o alegado condutor do camião que, na semana passada, abalroou um mercado de Natal em…

PUBLICIDADE

A polícia alemã deteve um tunisino suspeito de ter ligações a Anis Amri, o alegado condutor do camião que, na semana passada, abalroou um mercado de Natal em Berlim. 12 pessoas morreram.

Em comunicado, as autoridades germânicas informaram que Amri tinha o número deste tunisino, de 40 anos, gravado no telemóvel.

Attentat de Berlin: arrestation d'un possible contact d'Anis Amri https://t.co/LYPbFGBgqY#AFP

— Agence France-Presse (@afpfr) December 28, 2016

Quanto ao trajeto que Anis Amri terá tomado entre Berlim e Milão, as autoridades italianas revelaram que foram encontrados cartões “sim”,na mochila do tunisino, que sugerem que o jihadista terá passado pela Holanda.

Uma informação que a polícia holandesa não consegue confirmar.

De acordo com as informações recolhidas na investigação, Amri passou por Lyon, em França, seguindo depois para Turim, na Itália, e Milão, onde acabou por ser abatido pela polícia. O tunisino abriu fogo contra os agentes quando estes lhe pediram para se identificar.

Quanto ao verdadeiro motorista do camião, o polaco Lukasz Urban, de 37 anos, ainda não se sabe ao certo se estaria vivo durante o atentado.

A autópsia decorre ainda, na Polónia. Não há ainda resultados definitivos. Sabe-se, apenas, que Urban terá sido esfaqueado e baleado na cabeça.

Com: Reuters; AFP

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Berlim: Filho de vítima de ataque ao mercado acende vela de Menorá gigante

Itália: Autoridades divulgam fotografia do autor do atentado de Berlim em Milão

Centenas saem às ruas em Tunes contra regresso de Jihadistas