Guterres apela à Paz na primeira mensagem como secretário-geral da ONU

Guterres apela à Paz na primeira mensagem como secretário-geral da ONU
De  João Peseiro Monteiro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

António Guterres apelou à paz na primeira mensagem como secretário-geral da ONU.

PUBLICIDADE

António Guterres apelou à paz na primeira mensagem como secretário-geral da ONU. O antigo primeiro-ministro português foi escolhido para o cargo máximo das Nações Unidas em outubro e assumiu as funções no dia de Ano Novo, sucedendo ao sul-coreano Ban Ki-moon.

“Neste primeiro dia do ano, peço a todos que partilhem comigo um propósito de Ano Novo: façamos da Paz a nossa prioridade; façamos de 2017 um ano em que todos, cidadãos, governos, dirigentes, procurem superar as suas diferenças, seja através da solidariedade e da compaixão nas nossas vidas quotidianas, seja através dos diálogo e do respeito, independentemente das divergências políticas, seja por via de um cessar-fogo num campo de batalha ou mediante entendimentos conseguidos à mesa das negociações para obter soluções políticas. A procura do bem supremo da Paz deve ser o nosso objetivo e o nosso princípio orientador” – sublinhou o novel secretário-geral da ONU.

Veja o que diz antonioguterres</a> em sua 1a. mensagem como novo secretário-geral da <a href="https://twitter.com/hashtag/ONU?src=hash">#ONU</a> <a href="https://t.co/3KKLbEvDWm">https://t.co/3KKLbEvDWm</a> <a href="https://twitter.com/ONUNews_Port">ONUNews_PortONUPortugal</a> <a href="https://t.co/FhzHo0pNXt">pic.twitter.com/FhzHo0pNXt</a></p>&mdash; ONU News (ONUNews_Port) 1 de janeiro de 2017

Guterres inicia um mandato de cinco anos. Depois de uma década como Alto Comissariado para os Refugiados, o português conhece bem os desafios que tem pela frente.

Próximo secretário-geral da ONU, António Guterres quer que a ONU mude para efetivamente enfrentar os desafios atuais https://t.co/iOJMGetAVvpic.twitter.com/sVpmALWe0E

— ONU Brasil (@ONUBrasil) 14 de dezembro de 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nações Unidas: A esperança em António Guterres

Trump ultrapassa Biden em sondagens em Estados-chave

Donald Trump Jr. "não tem memória" em tribunal