EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Nazareno Negro", a imensa demonstração de fé das Filipinas

"Nazareno Negro", a imensa demonstração de fé das Filipinas
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

À procura de um milagre: mais de um milhão e meio de pessoas saíram às ruas de Manila, a capital das Filipinas, em oração à estátua conhecida como Nazareno…

PUBLICIDADE

À procura de um milagre: mais de um milhão e meio de pessoas saíram às ruas de Manila, a capital das Filipinas, em oração à estátua conhecida comoNazareno Negro. Explicamos-lhe a origem destagigantesca procissãoque decorre todos os anos no dia 9 de janeiro e porque é que este ícone religioso desperta tamanha devoção.

O que é o “Nazareno Negro”?

É uma estátuta em tamanho real de Jesus Cristo carregando a cruz. Habitualmente, encontra-se na Igreja de Quiapo, em Manila.

Galeria de fotos

Black Nazarene procession### Em que consiste esta crença?

A estátua tornou-se num símbolo da luta e fé dos católicos filipinos. Os devotos acreditam que a escultura tem poderes místicos que podem curar doenças e extirpar os pecados.

Há cerca de 80 milhões de católicos nas Filipinas, o que corresponde a aproximadamente 80% da população, um legado dos antigos colonizadores espanhóis.

Qual é a história do “Nazareno Negro”?

A estátua em madeira terá sido esculpida no México antes de ser levada para as Filipinas em 1606 por missionários espanhóis. Um incêndio a bordo do barco que a transportava terá escurecido a escultura. O facto de ter sobrevivido a outros incêndios posteriormente, assim como a terramotos, a inundações e mesmo a bombardeamentos ajudou a estabelecer uma aura de misticismo entre os crentes.

O que acontece durante a procissão?

Este acontecimento religioso remonta ao século 17. É conhecido como a “Traslación” (traslação). A estátua é colocada sobre um carro puxado por cordas e empurrado pelos devotos, que percorre as ruas de Manila. Os crentes, descalços em sinal de arrependimento, tentam aproximar-se o mais possível para tocar no ícone, gerando muitas vezes atropelos. O trajeto estende-se ao longo de cerca de 6 quilómetros.

O “Nazareno Negro” em 2017

No dia 7 de janeiro, as forças de segurança filipinas abateram um casal suspeito de manter ligações ao Daesh. O espetro de um ataque terrorista marcou fortemente as festividades, com várias representações diplomáticas a alertarem os cidadãos estrangeiros sobre os potenciais perigos de participar num evento desta magnitude.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco pede desculpa por utilizar termo ofensivo sobre pessoas LGBT

Vestidos de vermelho e branco, milhares de brasileiros celebram o Dia de São Jorge

Polícia trata esfaqueamento de Sydney como "ato terrorista"