EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Nieto diz que México "não pagará" muro de Trump

Nieto diz que México "não pagará" muro de Trump
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O “muro da discórdia” voltou a pôr em evidência, esta quarta-feira, as divergências entre o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, e o futuro ocupante da Casa…

PUBLICIDADE

O “muro da discórdia” voltou a pôr em evidência, esta quarta-feira, as divergências entre o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, e o futuro ocupante da Casa Branca.

Nieto afirmou que o México não pagará pelo muro que Donald Trump quer erguer entre os dois países para combater a imigração clandestina:

“É evidente que existem divergências com o próximo governo dos Estados Unidos, como a questão do muro, que o México, por suposto, não pagará.”

“Os Estados Unidos deveriam comprometer-se em pôr fim ao tráfico ilegal de armas [do seu território] em direção ao México, bem como em parar o fluxo de dinheiro de origem ilegal, que recebem aqui as organizações criminosas.”

Trump afirmou ontem que os Estados Unidos irão adiantar o dinheiro para permitir a rápida construção do muro fronteiriço, mas prometeu que a fatura será posteriormente enviada ao México.

“Um país não pode pagar algo que não está a construir e que, para além do mais, não lhe trás benefícios. Só beneficia os Estados Unidos, porque o que pretende é evitar que os mexicanos atravessem a fronteira.”

“Todas as decisões que agora estão a tomar as empresas, de não investir no México, por receio de Donald Trump, estão a afetar a nossa economia.”

O Banco Mundial indicou que as medidas protecionistas de Trump vão reduzir o investimento estrangeiro no México e já fizeram rever as previsões de crescimento do país para 2017 em menos um ponto percentual.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump rejeita "notícias falsas" durante primeira conferência de imprensa

Será que a escolha de JD Vance é sinónimo de problemas para a Europa?

Biden reafirma que ainda está na corrida para as presidenciais