Última hora
This content is not available in your region

Theresa May sai da União Europeia Confiante

Theresa May sai da União Europeia Confiante
Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma Theresa May confiante que apresentou o plano do Reino Unido para a saída do país da União Europeia.

A primeira-ministra britânica falou das 12 prioridades definidas para defender os interesses do país, nas negociações com a EU, entre elas abandonar o mercado único e recuperar o controlo total das fronteiras do Reino Unido.

May afirmou que não quer um acordo que deixe o país “meio fora”, “meio dentro” do bloco europeu:

“Vamos deixar a União Europeia, mas não a Europa, e é por isso que procuramos uma parceria nova e igualitária entre uma Grã-Bretanha independente, autónoma e global, e os nossos amigos e aliados na UE. Não queremos ser parcialmente membro da União Europeia, membro associado ou qualquer coisa que nos deixe semi-dentro, semi-fora”, afirmou May.

Não obstante, o Reino Unido vai tentar obter o acesso mais alargado possível ao mercado comum.

Theresa May garantiu ainda que o país continuará a ser um parceiro confiável, disponível e próximo da União Europeia.

“Queremos comprar bens à UE e vender os nossos, negociar com ela, o mais livremente possível”; afirmou a Primeira-ministra britânica.

A primeira-ministra sublinhou que o Brexit significa a possibilidade de controlar a imigração, vinda da Europa, mas que Londres quer garantir, o mais rapidamente possível, os direitos dos cidadãos da UE a viverem no Reino Unido e os dos britânicos residentes na União Europeia.

Theresa May alertou ainda para os perigos que uma eventual punição ao Reino Unido pode acarretar, perigos também para os Estados-membros da União Europeia.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.