Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Alemanha: Schulz quer campanha bastante distinta dos EUA

Alemanha: Schulz quer campanha bastante distinta dos EUA
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Recentemente nomeado cabeça-de-lista do Partido Social-Democrata para as eleições gerais de setembro na Alemanha, Martin Schulz apelou a uma campanha sem a “instrumentalização mediática” e a “crispação e ódio” que marcaram as presidenciais norte-americanas.

O ex-presidente do Parlamento Europeu rejeitou a “apologia do Brexit” de Donald Trump, defendendo que “uma União Europeia fortalecida é a melhor forma de defender os interesses da Alemanha. Como resposta ao que está a acontecer nos Estados Unidos, é uma questão de senso comum”. Schulz frisou que pretende “justiça social através de uma combinação entre a distribuição de justiça e uma política de investimento”.

Este domingo, quando foi nomeado candidato do SPD, o líder socialista prometeu destronar a chanceler Angela Merkel com uma campanha desenhada com o objetivo de ultrapassar as “profundas divisões” que, segundo ele, têm alimentado o populismo no país nos últimos anos.