EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Alemanha: Schulz quer campanha bastante distinta dos EUA

Alemanha: Schulz quer campanha bastante distinta dos EUA
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Recentemente nomeado cabeça-de-lista do Partido Social-Democrata para as eleições gerais de setembro na Alemanha, Martin Schulz apelou a uma campanha sem a “instrumentalização mediática” e a “crispaçã

PUBLICIDADE

Recentemente nomeado cabeça-de-lista do Partido Social-Democrata para as eleições gerais de setembro na Alemanha, Martin Schulz apelou a uma campanha sem a “instrumentalização mediática” e a “crispação e ódio” que marcaram as presidenciais norte-americanas.

O ex-presidente do Parlamento Europeu rejeitou a “apologia do Brexit” de Donald Trump, defendendo que “uma União Europeia fortalecida é a melhor forma de defender os interesses da Alemanha. Como resposta ao que está a acontecer nos Estados Unidos, é uma questão de senso comum”. Schulz frisou que pretende “justiça social através de uma combinação entre a distribuição de justiça e uma política de investimento”.

Este domingo, quando foi nomeado candidato do SPD, o líder socialista prometeu destronar a chanceler Angela Merkel com uma campanha desenhada com o objetivo de ultrapassar as “profundas divisões” que, segundo ele, têm alimentado o populismo no país nos últimos anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maximilian Krah expulso: AfD nomeia novo chefe da delegação do Parlamento Europeu

AfD rejeita acusações de propaganda pró-russa a troco de dinheiro

Robert Habeck, vice-chanceler da Alemanha: A Europa deve afirmar-se e ser capaz de defender-se