Cancro: Diagnóstico precoce pode evitar milhões de mortes

Cancro: Diagnóstico precoce pode evitar milhões de mortes
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Organização Mundial de Saúde lançou um novo guia, por ocasião do Dia Mundial do Cancro.

PUBLICIDADE

Todos os anos, mais de 14 milhões de pessoas são diagnosticadas com cancro e 8 milhões e 800 mil morrem. Os números da Organização Mundial de Saúde (OMS) estão debaixo de especial atenção este sábado, Dia Internacional do Cancro.

A prioridade, para a OMS, é promover o diagnóstico precoce, que pode salvar milhões de vidas todos os anos. A Organização publicou um guia em que aconselha todos os países a praticar rastreios mais frequentes: “Muitos cancros são diagnosticados tarde, o que faz com que os tratamentos sejam mais complicados, mais caros e muitas vezes infrutíferos. Se as pessoas estiverem mais alertadas para os sintomas do cancro, vão ter mais facilmente a iniciativa de ir ao médico antecipadamente e assim o cancro pode ser diagnosticado mais depressa”, diz Etienne Krug, perito da OMS.

Today is #WorldCancerDay.
Here are ways to reduce your #cancer risk.
Together, let's beat cancer https://t.co/Zlwbs5Z5EZpic.twitter.com/m6aBqGNa3g

— WHO (@WHO) February 4, 2017

#Cancer is the second leading cause of death globally, and was responsible for 8.8 million deaths in 2015 #WorldCancerDaypic.twitter.com/jausoqz8fa

— WHO (@WHO) February 4, 2017

Sustainable Development Goal 3 aims to ensure healthy lives and promote well-being for all at all ages https://t.co/ajXtjgYSnLpic.twitter.com/ORgyxIYBIC

— WHO (@WHO) February 3, 2017

A OMS frisa que o diagnóstico tardio causa mortes desnecessárias tanto nos países mais pobres como nos desenvolvidos, incluindo aqueles com os melhores sistemas de saúde. Pede também um combate mais eficaz aos fatores de risco, como o tabaco, o álcool e a má alimentação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Francesa bate recorde mundial de escalada com corda na Torre Eiffel

Homem que recebeu rim de um porco teve alta hospitalar

Canábis pode ajudar a travar cancro da pele