Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Equador: Lenín enfrenta ex-banqueiro na primeira volta das presidenciais

Equador: Lenín enfrenta ex-banqueiro na primeira volta das presidenciais
Tamanho do texto Aa Aa

O Equador vai hoje a votos para escolher um sucessor a Rafael Correa, durante a primeira volta das presidenciais.

O ex-chefe de Estado mostrou-se confiante numa nova vitória da esquerda logo à primeira volta.

As sondagens prevêm, no entanto, um confronto renhido entre Lenín Moreno, o candidato apoiado por Correa, e o rival conservador, o ex- banqueiro Guillermo Lasso, entre oito candidatos ao escrutínio.

Moreno, que defende a continuidade da esquerda no poder, conta com 38% de intenções de voto, 10 pontos à frente do rival, mas abaixo dos 40% que garantem a vitória à primeira volta.

Uma segunda volta, no dia 2 de abril, poderia unir todas as forças da oposição em torno de Guillermo Lasso, o candidato conservador.

O aumento dos impostos e do desemprego, assim como vários escândalos de corrupção poderiam beneficiar o ex-banqueiro.

A atual oposição aspira retomar o poder com um programa económico baseado na descida dos impostos e na criação de um milhão de empregos nos próximos quatro anos.

Lasso promete igualmente rever a política externa de Correa. Caso seja eleito, o conservador quer que a embaixada do país em Londres deixe de proteger o fundador do Wikileaks, Julian Assange, defendendo uma ruptura com o governo socialista da Venezuela.