Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Holanda: Rutte vence e afasta "tipo errado de populismo"

Holanda: Rutte vence e afasta "tipo errado de populismo"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro liberal Mark Rutte é o grande vencedor das legislativas na Holanda, batendo com uma margem confortável o rival da extrema-direita Geert Wilders, para grande alívio da Europa, que seguia de perto o escrutínio.

Quando estavam apurados 65 por cento dos votos, a formação de Rutte contava com 32 assentos no Parlamento, menos 9 que em 2012. Ainda assim, o primeiro-ministro frisou que “depois do Brexit e das eleições nos Estados Unidos, a Holanda disse ‘não’ ao tipo errado de populismo”.

Creditado há poucos meses com 36 assentos, o Partido da Liberdade de Wilders acabou por eleger apenas 19 deputados, mais quatro do que há quatro anos. A priori excluído das negociações para formar governo, o político xenófobo promete uma “forte oposição”.

Wilders afirmou que “preferia estar nos sapatos [de Rutte] e ser o vencedor das eleições”, acrescentando que o seu partido “continua a bater-se pela segunda posição” e, por isso, “está entre os vencedores do escrutínio”.

Mas os resultados parciais conferiam a segunda posição à formação Apelo Democrata-Cristão, com 20 assentos, e os Democratas 66 seguiam de perto, elegendo 18 deputados.

Quem terá certamente a sua palavra a dizer nas negociações para formar uma coligação, que devem arrancar já hoje, é o líder da Esquerda Verde, Jesse Klaver, que confirma uma ascensão fulgurante, passando de 4 a 14 assentos no Parlamento.