EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protesto no Iémen contra 2 anos de guerra

Protesto no Iémen contra 2 anos de guerra
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Centenas de milhares de iemenitas em protesto contra coligação liderada pela Arábia Saudita, apoiada pelos Estados Unidos da América, contra os Hutis.

PUBLICIDADE

Centenas de milhares de iemenitas manifestaram-se em Sana, capital do Iémen, este domingo.

Objetivo: protestar contra o segundo ano de intervenção militar da coligação árabe liderada pela Arábia Saudita e mostrar lealdade aos rebeldes Hutis e ao ex-presidente do Iémen, Ali Abdullah Saleh.

#Sanaa, now: aggression against #Yemen has entered its 3rd year.
Mass rally pic.twitter.com/bPnFFYfDfd

— yemenpress (@Yemenpress_org) March 26, 2017

Os manifestantes centraram-se na Praça de Al-Sabin, sob controlo dos rebeldes desde setembro de 2014 e empunharam cartazes onde se lia “Temos determinação” ou “Levantem o bloqueio ao Iémen” com bandeiras do país e fotos de Saleh.

Saeed Al Hidary, cidadão iemenita, declarou: “A nossa vontade e resistência é mais poderosa que os mísseis sauditas, os aviões e as armas. Eles nunca vão conseguir fazer ajoelhar o povo iemenita, apesar da violência e da matança do povo do Iemen.”

Saleh Hazal, outro cidadão iemenita reforçava: “Vamos ficar unidos face à agressão e eles nunca vão conseguir humilhar-nos ou derrotar-nos.”

O conflito já causou a morte, estimadamente, a 10 mil civis e desalojou 3 milhões de pessoas.

Os hutis e aliados unem-se em zonas reservadas contra a coligação governamental com a Arábia Saudita, suportada pelos Estados Unidos da América, e a favor do governo reconhecido internacionalmente.

A coligação deu início aos ataques aos Hutis e aliados em março de 2015, na tentativa de afastar os rebeldes de Sana, a capital.

Os Hutis detêm ainda o controlo de Sana e muito do Iemen nortenho, com o conflito num impasse.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Iémen: Drone regista mais de 100 mil pessoas em manifestação Houthi

ONU alerta: "No Iémen, sete milhões de pessoas não sabem quando vão comer"

Ban Ki-Moon quer investigação de violações dos Direitos Humanos no Iémen