Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Irlanda do Norte: Mais algumas semanas para formar governo

Irlanda do Norte: Mais algumas semanas para formar governo
Tamanho do texto Aa Aa

Ainda não foi desta que foi formado governo na Irlanda do Norte. O Parlamento norte-irlandês reuniu esta segunda-feira, pela primeira vez após as eleições regionais de 2 de março. Havia um prazo a cumprir para formar o novo executivo regional, até às quatro da tarde, mas não houve acordo entre os nacionalistas do Sinn Féin e o Partido Unionista Democrático.

Mas afinal foi dado mais tempo para negociar como explicou o ministro britânico para os Assuntos da Irlanda do Norte, James Brokenshire, que garantiu que “ainda há uma pequena janela de oportunidade” e foram dadas mais algumas semanas para negociar. Se no final não houver acordo, ou se marcam novas eleições ou a governação passa para as mãos do executivo central de Londres.

A líder dos Unionistas, Arlene Foster, depois de mais uma ronda de negociações, acusou os responsáveis do Sinn Féin de estarem a bloquear a formação de um novo governo, o que considerou lamentável e prejudicial para a vida dos cidadãos”.

Já a líder do Sinn Féin, Michelle O’Neill, garantiu que chegaram à negociação “com uma boa atitude, com um bom espírito, com vontade de satisfazer a vontade de todos os cidadãos”. Mas O’Neill acusa os unionistas de “não deixarem implementar as políticas de igualdade dos cidadãos”.

Recorde-se que o vazio de poder dura desde a demissão, em janeiro, do vice-primeiro-ministro Martin McGuinness (SF), que morreu na semana passada, por doença. Os norte-irlandeses foram às urnas a 2 de março. Os unionistas do DUP venceu mas perdeu eleitores para o Sinn Fein.