EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

As cinco razões pelas quais os EUA usam mísseis Tomahawk

As cinco razões pelas quais os EUA usam mísseis Tomahawk
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O míssil Tomahawk, dos EUA, foi usado, pela primeira vez, em 1991 e é utilizado em ataques terrestres.

PUBLICIDADE

O míssil Tomahawk, dos EUA, foi usado, pela primeira vez, em 1991 e é utilizado em ataques terrestres. Pelo menos 59 foram disparados, em direção à Síria, sexta-feira de madrugada. O míssil deve o seu nome ao machado usado pelos Algonquin, uma tribo nativa americana.

  • De acordo com “a Marinha dos EUA”: o Tomahawk é um míssil de longo alcance, de velocidade subsónica, usado em ataques a partir de “terra”. São, normalmente, lançados a partir de navios da marinha ou submarinos.

  • Com 5,56 metros de comprimento, sem um impulsionador (6,25 metros), viaja a 880 quilómetros por hora e é capaz de detonar mais de 450 quilos de explosivos convencionais. Este míssil é a arma militar escolhida pelos EUA em ataques com mísseis de longo alcance.

  • Pode percorrer entre 1.200 a 2.500 quilómetros.

  • Utiliza sistemas de orientação sofisticados que o aproximam do seu alvo a altitude relativamente baixa, tornando difícil para os defensores evitá-lo.

  • Estes mísseis têm a vantagem adicional de confiar nas suas capacidades de auto-navegação para contornar as defesas. O Tomahawk não pode, por exemplo, voar em linha reta do ponto de lançamento para o alvo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado