Chifres de rinoceronte contrabandeados a partir de Moçambique foram apreendidos na Malásia

Chifres de rinoceronte contrabandeados a partir de Moçambique foram apreendidos na Malásia
De  Euronews com ap, afp
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Malásia apreenderem chifres de rinoceronte contrabandeados a partir de Moçambique.

PUBLICIDADE

Uma denúncia anónima permitiu às autoridades da Malásia apreenderem chifres de rinoceronte contrabandeados a partir de Moçambique.

A carga, avaliada em perto de 3 milhões de euros, foi despachada de Moçambique, via Doha, no Qatar, com documentos falsos que identificavam os chifres de rinoceronte como sendo “obras de arte”.

From Mozambique, via Qatar: Malaysia seizes $3.1 million worth of rhino horns at airport https://t.co/SANsRWrK9l via twitter</a></p>&mdash; Jessica Williams (jessmozturtles) April 10, 2017

A caixa com os 18 chifres, que pesam mais de 50 quilos, foi descoberta pelos serviços aduaneiros no aeroporto de Kuala Lumpur.

Até ao momento ninguém foi detido. As autoridades malaias abriram uma investigação ao caso.

#BreakingNews: #MALAYSIA Customs seize 18 #Rhino horns from cargo warehouse following tip-off. 6th local seizure this month. #wildlifepic.twitter.com/0QLMo15hKO

— TRAFFIC (@TRAFFIC_WLTrade) April 10, 2017

Os chifres de rinoceronte são utilizados pela medicina tradicional na Ásia, em particular na China. O comércio destes chifres está proibido desde 1977. Os rinocerontes estão ameaçados de extinção. Restam cerca de 29.000 espécimes contra mais de 500.000 no início do século XX.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

CE inicia processo contra Itália por violação às regras da caça

Ativistas dos direitos dos animais protestam contra touradas no México

Urso pardo abatido em Itália depois de perseguir casal gera protestos por parte de ativistas