This content is not available in your region

Assassino de Fresno capturado após três homícidios aleatórios

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Assassino de Fresno capturado após três homícidios aleatórios

Kori Ali Muhammad, um afroamericano de 39 anos conhecido pela alcunha “Black Jesus” (“Jesus Negro”), foi capturado esta terça-feira após ter assassinado três pessoas em Fresno, Califórnia, nos Estados Unidos. O detido era já procurado pela policia como principal suspeito pelo assassinato na semana passada de um segurança no Motel 6 da mesma cidade e terá confessado os crimes.

Durante a detenção, Kori Ali Muhammad terá gritado “Allahu Akbar”, mas o chefe da polícia local rejeita a ideia de se tratar de um terrorista islâmico. Jerry Dyer alegou tratar-se de um mero crime racista, sendo todas as vítimas caucasianas, e afirmou que os alvos foram pessoas inocentes escolhidas ao acaso.

“Estes foram ataques sem qualquer provocação de um indivíduo com intenção de cometer homicídios”, acrescentou Jerry Dyer.

A polícia está ainda à procura da arma usada nos homicidios e que o suspeito disse ter atirado para uma pilha de roupas. As autoridades admitem que a arma possa ter sido, entretanto, apanhada por outra pessoa.

Suspeito com antecedentes criminais

Horas antes da captura, a polícia tinha emitido um pedido de ajuda à população para localizar Kori Ali Muhammad pelo assassinato de Carl Williams, de 25 anos, segurança no Motel 6, em Fresno. O suspeito tinha sido descrito como um sem-abrigo, possivelmente armado e perigoso.

Nos meios de comunicação locais, as três últimas vítimas de Kori Ali Muhammad foram descritas como sendo todas caucasianas. A primeira foi um homem de 34 anos sentado no banco do pendura do camião de uma companhia de gás — o condutor seria latino, foi poupado e fugiu para pedir a ajuda da polícia.

O suspeito terá depois alvejado outra pessoa e falhou. A segunda vítima foi um homem de 37 anos que caminhava num passeio com um saco de compras de mercearia. A derradeira vítima tinha 58 anos foi abatida num parque de estacionamento.

Entre os homicídios, a polícia adianta que Kori Ali Muhammad se terá aproximado também de um outro veículo e também terá poupado duas mulheres latinas que estavam no interior da viatura com a uma criança.

O suspeito já tinha antecedentes criminais, incluindo posse de arma, droga e ter emitido ameaças terroristas. Foi também associada a gangues, embora nunca confirmado como membro de algum grupo criminoso organizado.

Kori Ali Muhammad era também conhecido da polícia de Fresno pelo nome Cory McDonald.