EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Zonas seguras" não convencem refugiados e oposição síria

"Zonas seguras" não convencem refugiados e oposição síria
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Esta medida está longe de convencer os refugiados, nomeadamente os que vivem no campo de Ketermaya, na Jordânia.

PUBLICIDADE

A Rússia, Irão e Turquia decidiram criar as chamadas “zonas seguras” na Síria. A criação destas áreas foi decidida na reunião entre estes países em Astana, no Cazaquistão. Trata-se de zonas supostamente livres de conflitos armados, para onde os refugiados, espalhados por vários países à volta, poderão regressar sem serem ameaçados pela guerra.

No entanto, esta medida está longe de convencer os refugiados, nomeadamente os que vivem no campo de Ketermaya, na Jordânia: “Como podemos confiar nestas áreas seguras? Se não podem entregar ajuda humanitária em certas zonas que estão cercadas, como posso confiar neles para voltar para o meu país e viver numa grande prisão?”, Pergunta Abou Badweh, refugiado.

O recente massacre em em Khan Sheikhoun, na província de Idlib, com utilização de armas químicas, alegadamente por parte das forças governamentais sírias, relançou o debate. A Organização para a Proibição das Armas Químicas já está no terreno a investigar: “Não posso afirmar que houve uma violação, mas houve um programa clandestino que continuou depois de a Síria ter assinado a convenção. Há, certamente, algumas inconsistências, discrepâncias, tal como está escrito no nosso relatório”, disse Ahmet Uzumcu, secretário-geral da organização.

Segundo o enviado da Rússia às negociações, estas zonas ditas “seguras” vão estar vedadas aos aviões da coligação liderada pelos Estados Unidos. O acordo assinado em Astana não convence a oposição, cética em relação ao papel do Irão nas negociações.

SYRIA: Syria deal bans US-led coalition aircraft: Russia – APhttps://t.co/sw2CEDyAwn

— Conflict News (@Conflicts) May 5, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque russo em zona controlada pelos rebeldes sírios mata dois civis

Ataque aéreo russo no noroeste da Síria faz pelo menos oito mortos

Ataque aéreo provoca várias vítimas mortais num mercado no noroeste da Síria