Identificado terceiro suspeito de ataques em Londres

Identificado terceiro suspeito de ataques em Londres
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Abatido no sábado passado, Youssef Zaghba, de 22 anos, filho de pai marroquino e de mãe italiana, é o terceiro suspeito dos atentados de Londres, identificado pela polícia britânica.

PUBLICIDADE

Abatido no sábado passado, Youssef Zaghba, de 22 anos, filho de pai marroquino e de mãe italiana, é o terceiro suspeito dos atentados de Londres, identificado pela polícia britânica. Em 2016 foi detido em Bolonha quando tentava viajar para a Síria. As autoridades italianas terão, alegadamente, passado informações aos serviços secretos britânicos.

Antes de Zaghba, o britânico nascido no Paquistão Khuram Butt, de 27 anos, já tinha sido identificado tal como Rachid Redouane, de origem presumivelmente marroquina ou líbia. Também eles foram abatidos.

Esta terça-feira, a polícia metropolitana de Londres fez uma nova detenção de um homem em Barking – uma zona com forte presença muçulmana – por ligação com o incidente.

Apesar dos esforços no terreno, o chefe da diplomacia britânica, Boris Johnson, pronunciou-se sobre as contrariedades da investigação: “As pessoas vão ver as capas dos jornais e perguntar-se-ão: ‘Como foi possível deixar escapar este homem, ou mais ainda, através da internet? O que aconteceu? Como foi possível aparecer num documentário do Channel 4 e depois cometer atrocidades como esta?’ Essa é uma pergunta que terá de ser respondida pelo MI5, pela polícia, à medida que a investigação avança.”

Às 11h00 desta terça-feira assinalou-se um minuto de silêncio em todo o Reino Unido em memória das vítimas: 7 mortos e 48 feridos.

Entre as vítimas mortais encontra-se a enfermeira australiana Kirsty Boden, que terá corrido rumo a London Bridge para prestar auxílio a outras pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo