EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Brasil: Defesa de Temer pede manutenção de mandato

Brasil: Defesa de Temer pede manutenção de mandato
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) brasileiro retomou o julgamento de ações contra o presidente Michel Temer e Dilma Rousseff. Defesa do chefe de Estado pede manutenção do mandato.

PUBLICIDADE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) brasileiro retomou o julgamento de ações contra o presidente Michel Temer e Dilma Rousseff, num processo que poderá ditar o afastamento do chefe de Estado.

Na sessão desta terça-feira ouviu-se um resumo das acusações e os advogados de Dilma e Temer falaram durante 15 minutos cada. A defesa de Temer insistiu em que se mantenha o mandato do Presidente, argumentando que o Tribunal não pode julgar acusações que não foram incluídas no início da tramitação da ação.

O julgamento deverá prolongar-se até está quinta-feira, mas promete arrastar-se ao longo do tempo. Nas imediações do tribunal multiplicam-se as manifestações em nome da destituição de Temer e da realização de novas eleições.

“Nem Dilma Rousseff nem Michel Temer. Queremos que essas pessoas saiam da política brasileira e deem ao povo o direito de escolher um Governante, para onde quer ir o país, através de eleições gerais e diretas, tanto para a Presidência da República como para o Congresso Nacional”, disse, em tom de protesto, o presidente da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Ubiraci Dantas de Oliveira.

Quer Michel Temer quer Dilma Rousseff são acusados de abuso de poder político e económico durante o período das eleições presidenciais de 2014. Dilma foi eleita, caiu e Temer assumiu a pasta.

No julgamento em causa pede-se a cassação do mandato de Temer e a inelegibilidade da ex-presidente Dilma Rousseff.

Caso venha a ser condenado, o chefe de Estado pode manter-se no cargo até esgotar todos os recursos possíveis tanto no Tribunal Superior Eleitoral como no Supremo Tribunal Federal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Antigo chefe do exército brasileiro ameçou prender Bolsonaro se insistisse com golpe de Estado

Masoud Pezeshkian vence segunda volta das eleições presidenciais no Irão

Irão vai à segunda volta das presidenciais esta sexta-feira