Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

EUA: bloqueio do Catar é "bastante complicado"

EUA: bloqueio do Catar é "bastante complicado"
Tamanho do texto Aa Aa

O bloqueio ao Catar por parte de países do Golfo Pérsico constitui uma “situação bastante complicada”, nas palavras do secretário da Defesa dos Estados Unidos, James Mattis.

A Arábia Saudita, aliada de Washington, juntamente com os Emirados Árabes Unidos, o Bahrein e o Egito cortaram as ligações diplomáticas e aéreas com o Catar, acusando o país de apoiar o terrorismo.

Mattis: “Penso que o príncipe Thani herdou uma situação bastante complicada e está a tentar virar a sociedade na direção certa. Mas todos concordamos em que o financiamento de qualquer tipo de grupo terrorista é hostil a todos os nossos interesses.”

Esta segunda-feira, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Catar manifestou-se favorável à oferta de mediação do Koweit e agradeceu os esforços diplomáticos para solucionar a crise, mas frisou que ninguém pode ditar a política externa do país.

Os Emirados Árabes Unidos, a Arábia Saudita e o Bahrein precisaram hoje, em comunicado, que o embargo aéreo imposto ao Catar apenas de aplica às companhias pertencentes ou registadas no país.