A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mourinho responde a acusações de fraude fiscal

Mourinho responde a acusações de fraude fiscal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

José Mourinho já respondeu às acusações de fraude fiscal. O treinador português “não recebeu qualquer notificação” por parte das finanças nem do Ministério Público espanhóis por eventual fuga ao fisco, informou, em comunicado, a Gestifute, empresa que representa o técnico de futebol. A empresa revela ainda que “o Governo espanhol, através da Agência Tributária, emitiu uma certidão onde confirmava que [José Mourinho] tinha regularizado a sua situação.”

No mesmo documento é referido que José Mourinho, que residiu em Espanha desde junho de 2010 até maio de 2013, quando orientou o Real Madrid, “pagou mais de 26 milhões de euros em impostos, com uma taxa média superior a 41% e aceitou propostas de regularização da administração fiscal em 2015, relativas aos anos de 2011 e 2012, e resolveu por acordo a situação relativa ao ano de 2013”.

De recordar que um procurador de Madrid afirma que o treinador cometeu duas infrações de evasão fiscal em 2011 e 2012, relacionadas com os ganhos com os direitos de imagem. O Ministério Público de Madrid acusou o técnico português de ter defraudado o fisco espanhol em 3,3 milhões de euros quando esteve ao serviço do Real Madrid.