Última hora
This content is not available in your region

Egito condena 28 pessoas à morte

euronews_icons_loading
Egito condena 28 pessoas à morte
Tamanho do texto Aa Aa

A morte foi a sentença dada por um tribunal egípcio este sábado a 28 pessoas, depois de a pena de morte ter sido aprovada pela autoridade religiosa máxima do país.
Outras 15 pessoas tiveram uma sentença de 25 anos de prisão.
Os sentenciados negaram sempre a ligação à morte em 2015 do Procurador do ministério público Hisham Barakat num ataque bombista no Cairo e que o Egito atribuiu à Irmandade Muçulmana e a militantes do Hamas sediados em Gaza.
As sentenças são passíveis de recurso.
Vários dos sentenciados clamaram ter sido obrigados à confissão sob tortura.
O Egito enfrenta uma insurgência islâmica liderada pelo Estado islâmico em Sinai Norte, onde centenas de soldados e polícias foram mortos. O grupo tem tido como alvo os egípcios cristãos, através de atentados bombistas e tiroteios em igrejas.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.