Autoridades de Roma planeiam racionamento de água

Autoridades de Roma planeiam racionamento de água
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Governo italiano e município de Roma discutem medidas de racionamento para enfrentar a seca na região

PUBLICIDADE

“Parece um típico dia de verão no Vaticano. Centenas de turistas em fila para a Basílica de São Pedro, enquanto outros admiram a beleza da arquitetura. Porém se olharmos com mais atenção vemos que uma coisa falta: não corre água nas fontes da praça. O Vaticano fechou a água, associando-se às restrições de Roma, na sequência da ameaça de seca”, diz Claudio Lavanga, da NBC news.

Metade dos três milhões de habitantes de Roma vão provavelmente ficar sob racionamento de água a partir do próximo fim-de-semana.

Esta terça-feira reunem-se, para discutir o racionamento, o executivo da Região de Lazio, responsáveis do partido Democrático que governa o país e os seus rivais do Movimento 5 estrelas do comediante Beppe Grillo, que controla o poder em Roma.

O racionamento de água foi já imposto a vinte municípios próximos de Roma. As autoridades esperam que com o êxodo estival de agosto os consumos diminuam e a situação na cidade seja menos grave, mas se as temperaturas se mantiverem altas em setembro, o problema regressará.

“Elemento central da vida romana, a água corre de centenas de fontes na cidade eterna. As autoridades estão a fechar 30 delas diariamente, enquanto esperam que chova”, acrescenta Lavanga.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mil italianos assinam manifesto para que Draghi seja presidente da Comissão Europeia

Itália prepara-se para negociar com Bruxelas termos da trajetória do ajuste fiscal

Morreu o estilista Roberto Cavalli aos 83 anos