EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Dramaturgo, argumentista e ator norte-americano Sam Shepard morre em Nova Iorque. Vencedor do Pulitzer tinha 73 anos

Dramaturgo, argumentista e ator norte-americano Sam Shepard morre em Nova Iorque. Vencedor do Pulitzer tinha 73 anos
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

​Morreu Sam Shepard, aos 73 anos, um dos mais influentes e vanguardistas dramaturgos e atores norte-americanos.

O lado negro da vida familiar na América subiu ao palco em peças como “Buried Child”, que lhe trouxe o Prémio Pulitzer em 1979, e “Curse of the Starving Class” ou “A Lie of the Mind”.

Lutas identitárias, o encarar ou não do falhanço e a inconstância quotidiana do sonho americano provaram a originalidade de Shepard enquanto autor e a unanimidade da crítica quanto ao seu talento.

Enquanto ator, a carreira não é menos fulgurante, nomeado para um Prémio da Academia pelo papel secundário em “The Right Stuff”. Em palcos de Nova Iorque, a crítica elevou-o na interpretação em “A Number”, em 2004.
Recentemente, desempenhava o papel de Robert Rayburn na série “Bloodline”, da Netflix.

Aclamado desde que iniciou carreira, Sam Sheperd ganhou oito Prémios Obie.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os Pulitzer depois do 'efeito Weinstein'

Joe Biden defende o seu desempenho no debate, afirmando que sabe “fazer o seu trabalho”

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"