"Turismofobia" em Espanha

"Turismofobia" em Espanha
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em Itália e na Croácia também se têm ouvido críticas aos efeitos do turismo.

PUBLICIDADE

É com mensagens anti-turistas que são recebidos os forasteiros que se passeiam pela parte velha da cidade de San Sebastián, no País Basco. Vários ativistas, chamados pelas autoridades de “radicais extremistas”, recorreram ao “graffiti” para mostrar o descontentamento contra o turismo de massa.

O desagrado também é notório em Bilbao. A sede da Agência de Turismo do Governo basco foi o alvo da investida de elementos da organização política juvenil Ernai. Apelaram, desta forma, à manifestação de 17 de agosto em Gernika, contra o turismo. No mesmo dia há outra manifestação em San Sebastián com o mesmo intuito e no dia 22 em Bilbao.

Em Barcelona, cerca de uma centena de residentes concentraram-se, este sábado, na praia para denunciar o turismo de massa e os danos colaterais.

“Não estamos contra os turistas. Os turistas que vêm aqui e se interessam pela cultura, vêm a um hotel ou a um hostel são bem-vindos. Os que vêm para um apartamento turístico e para incomodar podem voltar atrás porque não os queremos”, disse Ester Jonquera, residente em Barcelona.

Ainda em Espanha, as ilhas Baleares passaram a ter recentemente um número máximo de lugares disponíveis para turistas. Um total de 623.624. A medida faz parte da nova regulamentação da atividade turística do arquipélago. Cada ilha terá direito a uma quota de turistas.

Com Reuters

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Um arquiteto juntou-se a 17 famílias e nasceu a primeira cooperativa de habitação em Madrid

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023

Vinícius Júnior, jogador do Real Madrid, não conseguiu conter as lágrimas ao falar de racismo