Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Raqqa "quase" controlada

Raqqa "quase" controlada
Tamanho do texto Aa Aa

As Forças da Síria Democrática (FSD) afirmam ter conquistado a maior parte do centro da cidade de Raqqa.

Os combates para garantir o controlo total do bastião do grupo Estado Islâmico na Síria continuam.

Os membros da aliança armada liderada por milícias curdas enfrentam agora os atiradores furtivos, os carros armadilhados e as emboscadas do Daesh.

“Em relação à cidade velha de Raqqa, está quase libertada. Quase 65% da cidade velha de Raqqa está controlada”, assegura o comandante das FSD, Gabar Derik.

Desde o início da ofensiva militar para retomar o controlo da cidade de Raqqa, em junho, mais de 100 mil pessoas foram obrigadas a fugir, segunda a Organização Internacional para as Migrações.

Mais de oito mil estão no campo de Ain Issa, a norte da cidade, à espera para poderem voltar para casa.

No sul do país, as forças do presidente Bashar al-Assad, apoiadas pela Rússia, tentam retomar o controlo do vasto deserto sírio que se estende do centro do país às fronteiras iraquianas e jordanas.

Na terça-feira, as forças do Exército Livre da Síria, apoiados pelo Ocidente, anunciaram ter abatido um avião da Força Aérea síria, na província de Sweida, perto da fronteira com a Jordânia.

A televisão estatal afirma que o Governo investiga as causas da queda de um avião.