Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Chamas voltam a não dar tréguas

Chamas voltam a não dar tréguas
Tamanho do texto Aa Aa

A situação voltou a complicar-se nas últimas horas em Portugal. As altas temperaturas, a fraca humidade do ar e o vento forte, em alguns concelhos portugueses dificultam o trabalho dos bombeiros que há vários dias combatem as chamas.

O incêndio que lavra em Mação, no distrito de Santarém, evoluiu, durante a tarde, “de forma muito violenta e completamente descontrolada”, dizia o vereador Vasco Marques, à agência Lusa. A aldeia de Vale de Amêndoa foi evacuada.

Em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, o incêndio parecia dominado, a meio da manhã, mas a violência do vento acabou por reativar as chamas. A maioria dos efetivos, mais de um milhar, estava concentrado neste distrito a combater várias frentes e diferentes concelhos.

Há 141 mil hectares de floresta ardida desde o início do ano nos mais de 10 mil incêndios que se registaram. Mais 26 mil hectares do que no ano passado, dados provisórios divulgados pela Proteção Civil.