Oposição angolana exige recontagem dos votos

Oposição angolana exige recontagem dos votos
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quatro partidos da oposição angolana reclamam uma recontagem dos votos das eleições gerais de 23 de agosto por considerarem o sufrágio “ilegal e inconstitucional”.

PUBLICIDADE

Quatro partidos da oposição angolana reclamam uma recontagem dos votos das eleições gerais de 23 de agosto por considerarem o sufrágio “ilegal e inconstitucional”.

O comunicado foi lido à imprensa pelo líder da UNITA, Isaias Samakuva, ao lado dos presidentes do CASA-EC, Abel Chivukuvu, do PRS, Beneito Daniel e do FNLA, Lucas Ngonda. Os dirigentes afirmam que, com exceção de três províncias – Cabinda, Zaire e Uíge – houve apenas a verificação dos votos nulos, brancos e reclamados. No comunicado estão ainda expressas outras “irregularidades”.

Os quatro partidos apelam por isso a um novo apuramento provincial com a criação de uma “Comissão de Bons Ofícios da Sociedade Civil e das Igrejas”.

As forças políticas sublinham a necessidade da população se manter calma, vigilante e dentro do civismo.

Recorde-se que o MPLA foi creditado pela Comissão Nacional Eleitoral com 61,1% dos votos e a maioria absoluta de 150, dos 220 assentos, no Parlamento, de acordo com uma contagem provisória em 97% das assembleias de voto.

Os observadores internacionais consideraram que a votação correu dentro da normalidade.

Os resultados finais deverão ser anunciados na quarta-feira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alemanha promete milhões em ajuda ao Sudão no aniversário da guerra

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023

Vitória de Trump faria com que África (e o mundo) entrasse numa espiral de inferno climático