Última hora

Dilma Rousseff e Lula da Silva acusados de organização criminosa

Dilma Rousseff e Lula da Silva acusados de organização criminosa
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os antigos presidentes do Brasil, Lula da Silva e Dilma Rousseff, foram acusados de organização criminosa e de desvio de fundos da petrolífera brasileira, Petrobrás, no âmbito do caso Lava-Jato. Lula e Dilma já afirmaram que a acusação deduzida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) não tem fundamento.

A PGR acusou ainda os ex-ministros Antonio Palocci, Guida Mantega e Paulo Bernardo; a presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann e o marido, e os ex-tesoureiros do PT João Vaccari e Edinho Silva.

Mas as acusações de corrupção atingem também elementos ligados ao atual presidente Michel Temer. Na terça-feira, a Polícia Federal brasileira encontrou malas e caixas cheias de dinheiro num apartamento que aparentemente era utilizado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está em prisão domiciliária e é acusado de corrupção.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.