Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Irma passa a tempestade tropical

Irma passa a tempestade tropical
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Irma perdeu intensidade e passou a categoria de tempestade tropical, depois de deixar um rasto de destruição nas Caraíbas e provocar inundações em várias cidades da Flórida.

Os ventos, agora de menos de 110 Km por hora, assolaram as imediações das cidades de Orlando e Tampa. Milhões de pessoas ficaram sem eletricidade. Os principais aeroportos do Estado foram encerrados.

Durante a noite, o furacão tinha provocado cheias e estragos durante a sua passagem em Miami, com a queda de três gruas na cidade. As autoridades locais tinham declarado um recolher obrigatório, após ordenarem a retirada de mais de 6 milhões de habitantes. Cerca de 30 pessoas foram detidas por pilhagens durante a noite. Donald Trump tinha ontem declarado o estado de catástrofe natural na Flórida, onde pelo menos três pessoas morreram na sequência da intempérie. O Irma provocou mais de duas dezenas de mortes nas Caraíbas, tendo-se tornado o fenómeno meteorológico mais violento de sempre a assolar o Atlântico, com ventos de mais de 300 Km/hora.

A Geórgia e a Carolina do Sul encontram-se em estado de emergência, com mais de 600 mil habitantes obrigados a abandonar temporariamente as suas casas, pelo menos até esta terça-feira.