Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Curdistão vai levar questão da independência a referendo

Curdistão vai levar questão da independência a referendo
Tamanho do texto Aa Aa

O Curdistão iraquiano vai avançar com um referendo sobre a independência até ao final do mês. A consulta popular foi aprovada, esta sexta-feira, pelo Parlamento da região autónoma, sediado em Erbil, numa sessão boicotada pela oposição.

65 dos 68 deputados presentes votaram favor do referendo, entretanto, agendado para a última semana do mês.

‘‘Há mais de 100 anos que estamos à espera de ter um Estado. Um sonho que esperamos concretizar a 25 de setembro, com um Estado democrático” refere o deputado Omed Khoshinaw.

A votação ficou marcada pela ausência da principal força da oposição: o movimento Gorran.

“A sessão plenária acabou por se realizar apesar de toda a pressão, dentro e fora do Iraque. As pessoas alí reunidas pensam ter agido dentro da lei, mas isso não aconteceu” defende o deputado Biruz Majeed, líder do bloco parlamentar Gorran.

Os Estados Unidos pedem aos dirigentes do Curdistão para que desistam do referendo. A Turquia e o Irão mostram-se inquietos. Ancara prepara-se para adotar uma posição oficial após o encontro do Conselho de Segurança turco previsto para 22 de setembro