Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Embaixada dos EUA em Havana pode fechar portas

Embaixada dos EUA em Havana pode fechar portas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A administração Trump admite encerrar a embaixada dos Estados Unidos em Havana, reaberta em 2015 depois de vários diplomatas terem sido alvo de um, alegado, ataque sónico. Náuseas severas, dores de cabeça e perda de audição são alguns dos sintomas apresentados pelas vítimas, 21 no total.

Os senadores republicanos exigem medidas contra o Governo cubano que nega qualquer envolvimento.

O secretário de Estado norte-americano garante que está tudo em aberto. “Estamos a avaliar a situação. É uma questão muito séria que afetou saúde de várias pessoas. Algumas já regressaram a casa, mas ainda estamos a analisar a situação” afirma Rex Tillerson.


As embaixadas em Washington e Havana reabriram as portas em 2015, pondo fim a um interregno de quase meio século nas relações entre os dois países.
A hipótese de haver um terceiro país envolvido no alegado ataque, também, não está descartada.

(com APF e Reuters)