A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Pyongyang diz que Trump "não morde"

Pyongyang diz que Trump "não morde"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pyongyang já reagiu às críticas de Donald Trump sobre o líder norte-coreano na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. O ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano diz que as ameaças do Presidente norte-americano não assustam Pyongyang. “Se Donald Trump pensava assustar-nos como um cão que ladra, bem pode sonhar” afirma Ri Yong Ho.

Questionado por um jornalista responde ao facto de Trump ter chamado a Kim Jung Un “rapaz foguetão,” o ministro dos Negócios Estrangeiros diz ter “pena dos seus assistentes.”

Na terça-feira, Trump prometeu destruir a Coreia do Norte caso o regime continue a ameaçar os Estados Unidos e os países aliados. O Presidente norte-americano considera que Kim Jong-UN embarcou numa “missão suicida” e pede medidas para isolar, ainda mais Pyongyang.

O representante da Coreia do Norte na Assembleia Geral da ONU abandonou a sala pouco antes de Trump ter começado a discursar