Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

John McCain contra a revogação do Obamacare

John McCain contra a revogação do Obamacare
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O senador John McCain anunciou, na sexta-feira, que se opõe à proposta republicana que tem como objetivo revogar a lei de acesso aos cuidados de saúde assinada pelo anterior presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, designada por Obamacare.


A decisão foi conhecida através de um comunicado e representa um golpe fatal para os desígnios do seu partido que deve apresentar a proposta de Lei no Senado, na próxima semana.


Donald Trump fez da revogação do Obamacare uma das principais promessas durante as eleições de 2016. O presidente norte-americano já considerou a decisão de McCain “totalmente inesperada e terrível”, contudo afirmou que ainda há uma hipótese e acabará por acontecer “eventualmente”.

Pelo menos mais dois senadores republicanos já anunciaram que pretendem repudiar a proposta de lei.

Os republicanos controlam 52 dos 100 assentos do Senado e não se podem dar ao luxo de perderem muitos votos. Os conservadores esperam apresentar a proposta no dia 30 de setembro, o último dia em que será possível aprová-la com uma maioria simples de 51 votos, caso contrário, mais tarde serão precisos 60 votos.