EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

John McCain contra a revogação do Obamacare

John McCain contra a revogação do Obamacare
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A decisão foi conhecida através de um comunicado e representa um golpe fatal para os desígnios do seu partido que deve apresentar a proposta de Lei no Senado, na próxima semana.

PUBLICIDADE

O senador John McCain anunciou, na sexta-feira, que se opõe à proposta republicana que tem como objetivo revogar a lei de acesso aos cuidados de saúde assinada pelo anterior presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, designada por Obamacare.

Senator McCain to vote against Obamacare repeal: statement https://t.co/lxAXjGWqJypic.twitter.com/8wHXrVrCPq

— Reuters Top News (@Reuters) September 22, 2017

A decisão foi conhecida através de um comunicado e representa um golpe fatal para os desígnios do seu partido que deve apresentar a proposta de Lei no Senado, na próxima semana.

I cannot in good conscience vote for Graham-Cassidy. A bill impacting so many lives deserves a bipartisan approach. https://t.co/2sDjhw6Erapic.twitter.com/30OWezQpLg

— John McCain (@SenJohnMcCain) September 22, 2017

Donald Trump fez da revogação do Obamacare uma das principais promessas durante as eleições de 2016. O presidente norte-americano já considerou a decisão de McCain “totalmente inesperada e terrível”, contudo afirmou que ainda há uma hipótese e acabará por acontecer “eventualmente”.

Pelo menos mais dois senadores republicanos já anunciaram que pretendem repudiar a proposta de lei.

Os republicanos controlam 52 dos 100 assentos do Senado e não se podem dar ao luxo de perderem muitos votos. Os conservadores esperam apresentar a proposta no dia 30 de setembro, o último dia em que será possível aprová-la com uma maioria simples de 51 votos, caso contrário, mais tarde serão precisos 60 votos.

Partilhe esta notíciaComentários