Senadora republicana impede Trump de reformar o "Obamacare"

Senadora republicana impede Trump de reformar o "Obamacare"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Susan Collins juntou-se aos senadores Rand Paul e John McCain. Os republicanos precisavam de 50 votos em 100 no Senado, onde ocupam 52 lugares.

PUBLICIDADE

Uma análise preocupante da chamada lei “Graham-Cassidy”, divulgada esta segunda-feira pelo Gabinete de Orçamento do Congresso dos Estados Unidos, mostrou que milhões de norte-americanos poderiam ficar sem cobertura médica com a revogação do chamado “Obamacare.”

A nova tentativa republicana para reverter o plano de saúde instituído pelo antecessor do Presidente Donald Trump falhou porque a senadora republicana Susan Collins se opôs ao projeto de lei.

“Existem muitos problemas no Affordable Care Act que precisam de ser resolvidos. No entanto, para mim ficou claro que a proposta Graham-Cassidy não foi a resposta”, disse Susan Collins.

A oposição de Collins soma-se à dos senadores republicanos Rand Paul e John McCain. Os republicanos precisavam de 50 votos em 100 no Senado, onde ocupam 52 lugares.

Na semana passada Donald Trump – que sofre um novo revés – criticou abertamente o senador McCain por um novo bloqueio ao fim do “Obamacare”, uma das bandeiras de campanha do atual Presidente dos EUA.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna

Julgamento de Trump por suborno começa a 25 de março em Manhattan

Trump vai "encorajar" a Rússia a atacar os Estados da NATO que não gastem o suficiente