EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA retiram pessoal diplomático de Cuba

EUA retiram pessoal diplomático de Cuba
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Departamento de Estado alertou, também, os cidadãos norte-americanos com a intenção de viajar para Cuba, para eventuais riscos invulgares.

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos da América vão retirar, de Cuba, mais de metade dos funcionários da embaixada em Havana devido a “ataques de natureza desconhecida” que provocaram sintomas como queda de cabelo, tonturas e fadiga a pelo menos 21 colaboradores.

O Departamento de Estado alertou, também, os cidadãos norte-americanos com a intenção de viajar para Cuba, para eventuais riscos invulgares.

El Departamento de Estado advierte a los ciudadanos estadounidenses que no viajen a Cuba: https://t.co/PRelMKuhQd

— USA en Español (@USAenEspanol) September 29, 2017

“Não estou feliz. Vocês vão ver o que está a acontecer em Cuba. Eles fizeram coisas más em Cuba”, assegura o presidente norte-americano.

Trump says Cuba ‘did some bad things’ aimed at U.S. diplomats https://t.co/1AQLqG9ciNpic.twitter.com/VQbizs1DYi

— Reuters Top News (@Reuters) September 30, 2017

O Governo de Raul Castro classificou a decisão da administração de Donald Trump como “precipitada”, e avisou que vai ter influência nas relações bilaterais entre os dois países, no entanto, diz estar disposto a colaborar.

“Quero reiterar a vontade de Cuba de continuar a cooperação ativa entre os funcionários de ambos os países para esclarecer, completamente, esses atos. Por isso, é essencial ter a participação e o envolvimento das autoridades dos Estados Unidos”, afirma a diretora para os EUA do Ministério dos Negócios Estrangeiros cubano, Josefina Vidal.

A embaixada norte-americana, em Havana, vai suspender as emissões regulares de vistos para os cubanos que pretendem visitar os Estados Unidos e oferecer apenas serviços de emergência aos seus cidadãos.

Estados Unidos reduce personal diplomático en Cuba hasta que el gobierno cubano pueda garantizar su seguridad. pic.twitter.com/Qpacn3e4xn

— USA en Español (@USAenEspanol) September 29, 2017

A medida pode colocar em causa a aproximação, entre os dois países, iniciada por Barack Obama.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centenas de cubanos visitam navio de guerra russo

Rússia envia submarino nuclear para Cuba para reavivar diplomacia naval

ONU vota contra embargo norte-americano a Cuba