Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Oposição ameaça paralisar o Haiti

Oposição ameaça paralisar o Haiti
Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão no Haiti. As manifestações organizadas pelos partidos da oposição, em Port-au-Prince, estão a subir de tom e as ações de luta podem intensificaram-se nos próximos dias. Os manifestantes contestam a política orçamental que dizem fragilizar as classes mais pobres. Uma posição partilhada por vários economistas por considerarem que vai agravar o endividamento do país, a braços com uma inflação superior a 15 por cento.

Líder da oposição, Jean- Charles Moise : “Chegámos a um ponto onde as manifestações não chegam, vamos também organizar greves. Exigimos que Jovenel Moise abandone o poder e estamos dispostos a paralisar o país. Tentámos falar com Moise mas ele não nos ouve. Escrevemos-lhe, mas ele não presta atenção.” Os dirigentes de diferentes formações políticas já lamentaram a violência deste sábado, em Port-au-Prince, capital do Haiti, e responsabilizaram o partido no poder pelos caos nas ruas da cidade. Garantem que os manifestantes desfilaram de forma pacífica e que a violência foi semeada por “indivíduos próximos” do poder central.