EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Anticítera: relíquias em nova expedição

Anticítera: relíquias em nova expedição
Direitos de autor 
De  Lurdes Duro Pereira com REUTERS
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais uma expedição e novos artefactos. A mais recente viagem ao fundo do mar na ilha grega de Anticítera trouxe à superfície novos tesouros

PUBLICIDADE

Um grupo de arqueólogos recuperou vários artefactos nos destroços do navio romano Anticítera, batizado com o nome da ilha grega onde foi visto pela última vez.

Os séculos passaram e, em 1900, o navio foi descoberto ao largo de Anticítera, a 50 metros de profundidade. As duas primeiras expedições permitiram recuperar estátuas de mármore, esculturas, entre muitos outros objetos. Entre eles, a famosa máquina de Anticítera, um mecanismo ancestral essencial à navegação na antiguidade.

Escáneres submarinos muestran toneladas de metal bajo el lugar donde apareció el mecanismo de Anticitera https://t.co/OoXTGbm1lupic.twitter.com/NPwVi8sxln

— Gizmodo en Español (@GizmodoES) October 5, 2017

No mais recente mergulho, a equipa de arqueólogos encontrou, entre outros, um braço de uma estátua de bronze e objetos em prata.

Dedicated team of the Hellenic Institute of Marine Archaeology and the Ephorate of Underwater Antiquities of the… http://t.co/YEMgDqpaTD

— EMMAF (@emmafoundation) May 13, 2014

Peças consideradas fundamentais para compreender a história do famoso navio e perceber como vivia a população.

Parte dos artefactos pode agora ser vista no Museu Nacional de Arqueologia de Atenas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Excesso de turismo em Atenas: a ameaça e as soluções em estudo

Polémica semana de trabalho de seis dias arranca em mais empresas gregas

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas