Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Judo: Matniyazova guarda o ouro em casa

Judo: Matniyazova guarda o ouro em casa
Tamanho do texto Aa Aa

A mulher do dia foi Gulnoza Matniyazova, do Uzbequistão. A campeã em título soube guardar a sua coroa de forma enfática. A judoca da casa conseguiu a primeira medalha de ouro para o Uzbequistão ao impor-se frente à dinamarquesa Emilie Sook, em -70 quilos, através de uma técnica de estrangulamento.

“Estou muito feliz pelo primeiro lugar. Trabalhei muito e treinou muito. Quero agradecer aos meus treinadores por me ensinarem as técnicas e puxarem por mim nos treinos. Eles são a razão de eu estar aqui “ declarou Gulnoza Matniyazova.

O homem do dia foi o israelita o Sagi Muki; bateu Nyamsuren, da Mongólia, na final de -81 quilos. Com mais de dois minutos em “ponto de ouro” (morte súbita), Muki acabou por ganhar o combate por waza-ari.

Muki conquistou assim a primeira vitória no circuito mundial da Federação Internacional de Judo, desde que subiu para a categoria dos -81 quilos.

“O último combate foi muito longo e o “ponto de ouro” também. Estávamos os dois cansados. Mas estou feliz por ter atacado no momento certo e bater o adversário. Ele é forte. Nesta categoria é tudo muito renhido. Agora, preciso de recuperar. Estou feliz por tudo me ter corrido bem. Sinto-me bem,” afirmou Sagi Muki.
.
Na competição feminina, na final de -63 quilos, a austríaca Unterwurzacher foi mais forte que a norte-americana Hannah Martin. Depois de levar a oponente ao chão, Unterwurzacher garantiu a vitória. A número 3 do mundo conseguiu assim a sua segunda vitória num Grande Prémio em 2017.

Na afinal masculina de -73 quilos, Boboev, do Uzbequistão, enfrentou Smagulov, do Cazaquistão.
Mas os adeptos da casa ficaram desapontados depois de um ataque inovador combinado do cazaque marcar um sensacional ippon e dar a Smagulov a sua primeira vitória no circuito mundial em mais de dois anos.