EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Bloco Democrático angolano queixa-se de dificuldades financeiras

Bloco Democrático angolano queixa-se de dificuldades financeiras
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Justino Pinto de Andrade, deputado na Assembleia Nacional, fala mesmo em "dificuldades crónicas".

PUBLICIDADE

O presidente do Bloco Democrático (BD) angolano, Justino Pinto de Andrade, eleito deputado à Assembleia Nacional, revelou que o partido tem “dificuldades crónicas de se autofinanciar” e “até mesmo para manter ativas as estruturas mínimas”.

O líder daquele partido, que integrou, nas eleições de 23 de agosto , a coligação CASA-CE, discursava na cerimónia de abertura da quarta Convenção Extraordinária do BD, que decorre até sábado em Luanda.

“O esforço financeiro para manter o partido tem sido feito por poucos. Temos, pois, de ultrapassar este ‘handicap’. Temos que ter capacidade para recolher as quotas dos nossos militantes”, afirmou hoje o líder daquele partido, impedido de concorrer às eleições gerais de 2012.

Necessidade de legitimar os órgãos diretivos eleitos em 2014

De acordo com o político, a convenção que decorre sob o lema “Renovar o caminho para fortalecer a ação democrática” tem caráter extraordinário, pela “obrigação de legitimar junto do Tribunal Constitucional os órgãos diretivos eleitos na Convenção Ordinária de 2014”.

Para o deputado, o incumprimento do processo de legitimação junto do Tribunal Constitucional “foi fruto de algum laxismo”.

Apresentação, apreciação, discussão e análise da situação organizativa do partido aos níveis nacionais e provinciais e sua restruturação para consolidação na CASA-CE são alguns dos pontos da agenda da reunião do Bloco Democrático.

Com Lusa

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vice-presidente do Malawi morreu em desastre de avião

Junta militar do Níger responde com demonstração de força ao fim do prazo do ultimato

Presidente do Níger detido em tentativa de golpe de Estado