EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Forças de Bagdade cercam Kirkuk

Forças de Bagdade cercam Kirkuk
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A operação desenvolve-se em várias frentes e as forças federais contam com a oposição das unidades peshmergas.

PUBLICIDADE

As forças governamentais iraquianas cercaram a cidade de Kirkuk, no norte do país, em resposta ao referendo de autodeterminação que ocorreu na região autónoma do Curdistão iraquiano, no final de setembro, e considerado ilegal por Bagdade.

A operação desenvolve-se em várias frentes e as forças federais contam com a oposição das unidades peshmergas.

#BREAKING: #Iraq|i tanks entering the city of #Kirkuk. pic.twitter.com/IOLtXQh0Fp

— Kurdistan 24 English (@K24English) October 16, 2017

O major-general Ayoub Yusuf Said, comandante de uma unidade Peshmerga, afirma que “não sei o que está a acontecer, porque estamos a lutar desde as quatro da manhã, na zona de Taza. Sofremos baixas, e agora retirámos para esta posição.”.

Os militantes peshmergas prometem defender a região, rica em petróleo, um dos pilares económicos de um futuro Curdistão independente.

“São iranianos e não soldados iraquianos que vêm ocupar a nossa cidade. Encaramo-los como terroristas e não podemos deixá-los entrar. Vamos lutar contra eles e lutaremos contra o o general iraniano Qassem Soleimani. Eles não são iraquianos e não falam árabe, falam persa. Eles querem matar-nos e aniquilar os curdos como fizeram com os sunitas”, afirma um combatente curdo.

Na noite de domingo para segunda-feira, as forças iraquianas lançaram a ofensiva para recuperar uma base militar e vários campos petrolíferos.

Milhares de pessoas, incluindo famílias inteiras abandoram já a cidade, fugindo do conflito anunciado.

Thousands of #Kurdish families fleeing #Kirkuk north, blocking road. Those we’ve spoken to say they fear shia militias entering the city pic.twitter.com/JMDdeQ3t82

— Campbell MacDiarmid (@CampbellMacD) October 16, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

União Europeia condena lei do Iraque que criminaliza homossexualidade

Um morto e oito feridos em ataque a base militar iraquiana

Estados Unidos lançam ataque maciço contra milícias no Iraque e na Síria