Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Carles Puigdemont não deverá responder à pergunta de Madrid

Carles Puigdemont não deverá responder à pergunta de Madrid
Tamanho do texto Aa Aa

O prazo é até às dez da manhã, mas é muito provável que Madrid não tenha resposta. Carles Puigdemont prepara-se para não responder e, se o artigo 155 for acionado, confirmar a declaração da independêcia da Catalunha.

A Coordenadora geral do partido Democrata da Catalunha (PDeCAT), Marta Pascal, afirmou no final de uma reunião do partido:
“Pedimos ao presidente da generalitat que, se o estado decidir avançar com o artigo 155, levante a suspensão e torne efetivo o mandato democrático de 1 de outubro”.

Um jogo de gato e rato com um nível de tensão enorme. Esta quarta-feira no congresso espanhol os deputados dos partidos catalães, apoiados pelo “Podemos”, manifestaram-se em plena sessão, pedindo a libertação dos dois líderes catalães, Jordi Sànchez e Jordi Cuixart.

Em Barcelona foi a vez de os defensores da unidade voltarem a sair à rua para dizerem “Basta Puigdemont” e “a Catalunha é Espanha”.