A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Nuzman espera julgamento em liberdade

Nuzman espera julgamento em liberdade
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em poucas horas…
Carlos Arthur Nuzman deixou a prisão preventiva e tornou-se réu, no âmbito da Operação Unfair Play, que investiga a compra de votos para eleger o Rio como a cidade olímpica 2016.
O antigo presidente do Comité Olímpico do Brasil estava preso desde o dia 5 de outubro. Ontem conseguiu o habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça em Brasília. Terá agora que comparecer mensalmente no Tribunal, está proibido de entrar nos escritórios do Rio-2016 e do Comité Olímpico do Brasil, não pode manter contato com os outros acusados e não pode sair do Rio sem autorização.

Entretanto, a Justiça Federal aceitou a denúncia feita pelo Ministério Público Federal e Nuzman tornou-se réu,
acusado de organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.