A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Trump anuncia divulgação de novos documentos sobre assassinato de Kennedy

Trump anuncia divulgação de novos documentos sobre assassinato de Kennedy
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou a publicação de novos documentos sobre o assassínio de John F. Kennedy, mantidos em segredo durante décadas.

Cinco milhões de documentos sobre o assassínio de John F. Kennedy, provenientes essencialmente dos serviços de informações, da polícia e do Departamento de Justiça, são mantidos em Washington DC, nos Arquivos Nacionais.

A grande maioria destes documentos já foi revelada ao público.

Na quinta-feira, 3.100 documentos que nunca foram divulgados podem finalmente ser publicados, bem como a versão completa de milhares de documentos até agora divulgados apenas parcialmente.

Muitas teorias da conspiração

A morte de John F. Kennedy, a 22 de novembro de 1963, em Dallas, no Texas, alimenta desde há décadas teorias de conspiração, com alguns a duvidarem de que Lee Harvey Oswald, o autor dos disparos, seja o único responsável.

O Presidente norte-americano pode ainda decidir manter alguns dos documentos como secretos, por razões de segurança.

Com Lusa