Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Guterres diz que é momento de ajudar a República Centro-Africana

Guterres diz que é momento de ajudar a República Centro-Africana
Tamanho do texto Aa Aa

António Guterres esteve esta semana na República Centro Africana, numa visita de quatro dias, e reforçou o apelo ao compromisso internacional na constução de um país “com paz, segurança e prosperidade para o povo.”

O antigo primeiro-ministro português e atual secretário-geral das Nações Unidas sublinhou a “contribuição heróica” dos capacetes azuis na MINUSCA, a missão da ONU que integra cerca de 160 militares portugueses.

Guterres fez também questão de confortar os refugiados no campo de deslocados de Bangassou.

Antes, o secretário-geral da ONU reuniu-se com o presidente centro-africano.

“Conversei com o secretário-geral da ONU sobre a atual situação na Republica Centro-Africana e também sobre a nossa determinação em progredir”, referiu Faustin Touadera.

António Guterres, por seu turno, sublinhou que este é o momento de agir neste país. “A mensagem essencial desta visita é a de que precisamos de um compromisso da comunidade internacional para reduzir o sofrimento e os problemas porque temos agora uma oportunidade de construir uma nova Republica Centro Africana, em paz, segurança e com prosperidade para o povo”, defendeu o português.

O secretário-geral da ONU pediu sobretudo apoio para reforçar a MINUSCA e deixou também algumas críticas às atuais prioridades internacionais, mais focadas no terrorismo e na ameaça nuclear.