Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Analista acredita que Puigdemont está na corrida

Analista acredita que Puigdemont está na corrida
Tamanho do texto Aa Aa

Carles Puigdemont não fecha a porta a uma possível participação nas eleições agendadas para 21 de dezembro. Pelo menos é o que defendem vários analistas depois de ouvidas as declarações do líder catalão destituído por Madrid.

“A mensagem que gostava de transmitir é para que tenhamos paciência, perseverança e perspetiva. Por isso, acredito que a melhor maneira de defender o que conquistamos até hoje é pela oposição democrática à aplicação do artigo 155” afirma Puigdemont.

Para o consultor político Antoni Gutiérrez-Rubí estas palavras significam que Puigdemont aceitou que precisa um acordo: “Mediu as palavras e não reivindicou a República catalã. É surpreendente que não o tenha feito, nem tenha dito nada ou proposto algo que desrespeitasse o artigo 155. Apelou a uma oposição democrática sem dizer como e, uma pista importante da sua breve declaração, é que falou de paciência, perseverança e perspetiva como se estivesse a afastar-se do sonho e do desafio da independência, da sonhada, proclamada ou desejada república de outros tempos, para um tempo futuro.”

O analista considera que a porta está aberta já que Puigdemont não ter recusou ou questionou o escrutínio de 21 de dezembro.