Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Andrej Plenkovic quer Croácia na zona euro em 2025

Andrej Plenkovic quer Croácia na zona euro em 2025
Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia pretende entrar para a zona euro nos próximos sete a oito anos, assumiu esta segunda-feira o primeiro-ministro Andrej Plenkovic.

O executivo croata de centro-direita (União Democrática Croata) assumiu o governo há um ano e, até 2020, espera conseguir entrar no Mecanismo Europeu de Taxas de Câmbio (MTC) criado há quase 40 anos e que foi reformulado após a introdução do euro, representando agora uma “escala” obrigatória para os Estados-membros da União Europeia que aspiram a adotar a moeda única.

“O que tenho em mente é um objetivo realista e é nele que vamos trabalhar. Que 2020, o ano em que a Croácia assume a presidência da União europeia, seja o ano em que, de acordo com os nossos planos e as nossas intenções, a Croácia se torne parte do MTC-II”, perspetivou Andrej Plenkovic.


O governador do banco central croata também está otimista.

“A Croácia já está altamente integrada na economia europeia. Cerca de 60 por cento do comércio croata está relacionado com a zona euro; setenta por cento das receitas do turismo vem de países do euro e a maioria do sistema bancário croata é composto de bancos sediados na zona euro”, sublinhou Boris Vujcic.

A favor do progresso pretendido rumo à moeda único, o primeiro-ministro croata salienta a estabilidade dos preços e um défice público abaixo dos três por cento num país onde a atual moeda, a kuna, vale cerca de 13 cêntimos de euro.